Concessionárias de trens e metrô poderão ter de instalar plataformas para embarque de cadeirantes

O projeto de lei 1.238/15, que obriga as concessionárias de trens e metrô do Rio a instalar plataforma de auxílio para embarque de cadeirantes nos vagões foi aprovado em segunda discussão, nesta quarta-feira (9/5).  A proposta da deputada Lucinha (PSDB), seguirá para o governador Luiz Fernando Pezão, que tem até 15 dias úteis para sancionar ou vetar.

O texto também determina que a distância entre os trens e as plataformas não podem oferecer risco aos passageiros. O Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea) auxiliará na regulamentação da norma.

A falta de acessibilidade nos transportes públicos ainda é um grave problema para pessoas com deficiência física e mobilidade reduzida. A distância entre a composição e a plataforma da estação ferroviária é muito grande e, nos horários de pico, quem tem mobilidade reduzida fica à mercê do apoio de outras pessoas para embarcar.

De acordo com a deputada, o projeto tem como objetivo diminuir a dificuldade encontrada por milhares de cadeirantes no estado. A parlamentar acrescenta que a iniciativa vai ajudar aos idosos e as gestantes, que muitas vezes sofrem acidentes com o desnível das plataformas. Para ela, é necessário facilitar o deslocamento dessas pessoas para que haja inclusão social.

Foto: Henrique Freire/ Setrans.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.