Governo veta Projeto de Lei que pretendia unificar cartões de gratuidade

O governador Luiz Fernando Pezão vetou o Projeto de Lei 2.480, aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado (Alerj), que tinha como proposta unificar o Bilhete Único Carioca e o Bilhete Único Intermunicipal concedidos a estudantes, pessoas com deficiência ou doenças crônicas e idosos. Na justificativa publicada nesta terça-feira (15/5) no Diário Oficial do Estado do Rio, o governo alegou “inoperabilidade do sistema”.

O texto alterava as leis que criaram o sistema de bilhetagem eletrônica (Lei 4.291/04) e o Bilhete Único Intermunicipal (Lei 5.628/09). O objetivo era que, com apenas um cartão, o usuário que tenha direito à gratuidade pudesse utilizar o ônibus, trem, metrô e barca. Segundo a Secretaria estadual de Transportes, a medida beneficiaria “apenas a Fetranspor, que passaria a ter ingerência e controle sobre os demais operadores”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.