Prefeitura anuncia retomada das obras do BRT Transbrasil

A Prefeitura do Rio anunciou nesta terça-feira (31/07), que vai retomar as obras do BRT Transbrasil. O corredor de ônibus articulados tem cerca de 40 quilômetros de extensão, que ligará o bairro de Deodoro, na Zona Oeste, ao Terminal Américo Fontenelle, na Central do Brasil. As obras estavam paralisadas desde março quando o Ministério das Cidades questionou a falta de conexão do corredor com outras vias e o projeto teve de sofrer alterações para receber as verbas da Caixa Econômica Federal.

A Secretaria Municipal de Urbanismo, Infraestrutura e Habitação (SMUIH) explica que, com a retomada dos trabalhos, o primeiro passo é a recontratação do pessoal, a manutenção dos equipamentos que estavam parados e reorganização dos canteiros de obras. A estimativa é que, em dez dias, o consórcio responsável pelo trabalho esteja com a estrutura montada para o retorno dos operários à Avenida Brasil.

Para construir o restante do trajeto do Caju até o Terminal Américo Fontenelle, sem mexer no orçamento inicial R$ 1,4 bilhão, a SMUIH propôs substituir a pista de pavimento de concreto por asfalto no trecho entre Deodoro e Irajá, bairro onde ficará o Terminal das Margaridas. A Secretaria sugeriu também reduzir de quatro para três, o número de estações nesse trecho.

O órgão informou que 80% do projeto já estão prontos e foi iniciado o desenvolvimento da fase dois da Transbrasil, que ligará Deodoro ao bairro de Santa Cruz. De acordo com Secretaria, a obra deve ser concluída em um ano, gerando cerca de dois mil empregos.

As pessoas que moram nos bairros que cortam a via ou que têm de passar nela diariamente veem a retomada das obras com desconfiança. A assistente social Maria das Graças Souza, moradora de Irajá, reclama dos congestionamentos que têm de enfrentar diariamente. “Se o corredor ficar pronto em um ano valerá a pena o sacrifício, mas as longas interrupções nos desanimam”, critica.

Com a suspensão das obras desde março, os motoristas que passam pela via têm de redobrar a atenção para evitar acidentes. Em Irajá, na altura do posto do Detran, divisórias de concreto, algumas desniveladas, invadem a pista de rolamento. Próximo à entrada da Ilha do Governador, na altura do Parque União, se formou um grande pântano, com pelo menos 200 metros de extensão. Esse trecho fica perto de uma área tomada por usuários de crack o que deixa a via mais perigosa.

Foto: Divulgação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.