Prefeitura e Estado prometem revitalizar a Central do Brasil

O governo do estado e a Prefeitura do Rio assinaram convênio, nesta terça-feira (7/8) para revitalizar a Central do Brasil e seu entorno, em mais uma tentativa para mudar o cenário de abandono e falta de segurança da região. A primeira foi em 2012, em preparação à Copa do Mundo de Futebol de 2014 e das Olimpíadas de 2016, e não saiu do papel.

O objetivo do projeto é implantar na Central um terminal multimodal de alto padrão, urbanizar a área e construir um shopping. O empreendimento conta com a participação da Prefeitura, da Câmara Metropolitana do Rio e da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), banco de fomento a políticas públicas. O plano foi dividido em três fases: análise da situação atual, com a coleta de dados e diagnóstico, etapa já concluída; produção de cenários e estimativa de custos; e estudo detalhado com um plano de negócios. De acordo com o secretário de Estado de Transportes, o levantamento será concluído em outubro.

Os usuários dos trens da Central, dos ônibus intermunicipais e municipais e do VLT convivem com a violência e a desordem urbana. Os tiroteios no Morro da Providência interrompem a circulação do VLT, e o terminal Américo Fontenelle, que fica atrás da Central, tem iluminação precária e sujeira. O lixo se acumula nas ruas esburacadas, com prédios depredados. Segundo a Secretaria de Estado de Transportes, passam por dia, pela região, em média, 600 mil pessoas.

Foto: Setrans

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.