Nova embarcação entrará em operação em novembro

Uma nova embarcação, batizada de Angra dos Reis, está em fase final de produção e deverá ser entregue pelo governo do estado até o fim de novembro. A barca, fabricada pelo estaleiro Inace, do Ceará, custou R$ 22,8 milhões e tem capacidade para transportar 500 passageiros.  Segundo a Secretaria Estadual de Transportes, a Angra dos Reis tem acessibilidade, sistema de ar condicionado poltronas acolchoadas, bicicletário e maior espaço interno. Por ser mais rápida e moderna, fará o trajeto em menos tempo em relação às barcas tradicionais. Essa é a quinta embarcação adquirida pelo estado visando à renovação da frota.

Para a engenheira de Transportes Eva Vider, o sistema aquaviário necessita de obras de infraestrutura para atender a demanda de passageiros. Segundo a professora da Escola Politécnica da UFRJ, as estações precisam de reformas, proporcionado maior oferta de horários e de embarcações. Ela propõe ainda a implantação de ligações na Baía de Guanabara entre os municípios do seu entorno.

Entretanto as mudanças terão de aguardar a licitação para escolha da concessionária que vai controlar o transporte aquaviário no estado, suspensa pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio (TCE-RJ). A licitação foi adiada para que o TCE-RJ tenha tempo para avaliar a íntegra da documentação referente ao processo licitatório. A Secretaria ressaltou que se trata de um procedimento de praxe realizado pelo Tribunal.

A Procuradoria Geral do Estado (PGE) recorreu e derrubou a ação popular que questionava a validade da licitação pública. Com a decisão da juíza Roseli Nalin, da 15ª Vara de Fazenda Pública.

A Secretaria informou que já respondeu os questionamentos feitos pelo TCE-RJ, “ratificando o caráter técnico de todas as decisões presentes no edital de licitação das barcas”.

Foto: Setrans

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.