Sem reajuste, tarifas de ônibus continuam a custar R$3,95

A prefeitura do Rio informou, em nota, que não concederá o reajuste nas passagens dos ônibus previsto no contrato de concessão, a vigorar a partir do dia 1º de janeiro de 2019. A tarifa continua de R$ 3,95. O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, explicou que só reajustará as passagens se as empresas atingirem as metas determinadas em contrato. De acordo com o Crivella, a meta de climatização de 60% da frota até dezembro de 2018 foi descumprida, e os empresários não entregaram os balancetes trimestrais de suas operações contábeis e financeiras, referentes ao exercício fiscal de 2018.

Além disso, houve a ausência de comunicação, até o dia 29 de dezembro, do cumprimento da obrigação de destinação de recurso no montante de R$ 7 milhões ao município para aquisição de matéria-prima asfáltica para ser usada no recapeamento das vias da cidade. O prefeito destacou também que os empresários não entregaram o estudo técnico visando à introdução de biodiesel no abastecimento da frota de ônibus. “Considerando que a concessão de reajuste tarifário sem o atendimento das obrigações contraídas pelos concessionários importa em grave prejuízo aos usuários, a Prefeitura decidiu não autorizar o reajuste, antes do acatamento de todas as condicionantes acordadas. As empresas que não apresentaram comprovação de regularidade fiscal serão notificadas para, no prazo de 30 dias, regularizarem a sua situação, sob pena de exclusão do regime de concessão”, diz o comunicado da Prefeitura.

Em nota, o Rio Ônibus, sindicato que representa as empresas do setor, informou que “embora tenha buscado incessantemente um contato com o prefeito nas últimas semanas, para atestar o cumprimento integral das metas definidas pelo Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com a Prefeitura – inclusive excedendo o número de veículos novos e climatizados -, o setor de transporte por ônibus do município do Rio não foi recebido [por Marcelo Crivella]”.

O documento diz ainda que o “ Rio Ônibus que tampouco foi notificado acerca das supostas pendências – sobre as quais discorda veementemente – segue acreditando no bom senso do prefeito no sentido de garantir as muitas conquistas obtidas conjuntamente nos últimos meses, quando o setor reforçou a frota com centenas de novos ônibus climatizados, garantindo melhorias diretas e incontestáveis para a população”. O Rio Ônibus se colocou à disposição da Prefeitura para uma reunião a qualquer momento, com o propósito de atestar o cumprimento dos itens contidos no TAC.

Foto: Divulgação/ Prefeitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.