SuperVia fará simulado de acidente em passagem em nível

Com o objetivo de reduzir o tempo de resposta e a possibilidade de erros durante um atendimento real, a SuperVia vai fazer a simulação de um acidente na passagem em nível ao lado da estação de trem de Campos Elíseos, em Duque de Caxias. O exercício vai encenar uma ocorrência envolvendo um carro de passeio que, ao desrespeitar a sinalização do local, entrará na frente de um trem, provocando uma colisão.

A atividade será realizada neste sábado (12/01), a partir das 10h, em parceria com a Secretaria de Defesa Civil de Duque de Caxias e o apoio do Corpo de Bombeiros e da Associação de Empresas de Campos Elíseos (Assecampe). Até o final da simulação, os trens, nos dois sentidos, darão entrada na plataforma 1, linha B, da estação.

Segundo a SuperVia, essa passagem em nível foi escolhida porque fica em uma região onde estão situadas diversas indústrias do setor petroquímico, entre elas a refinaria de Duque de Caxias (Reduc), responsável por 80% da produção de lubrificantes e pelo maior processamento de gás natural do país. Nos últimos cinco anos, foram registrados sete acidentes nessa passagem. Um deles, que envolveu um caminhão carregado de gás, teve alto potencial de risco para a população do local.

Em 2018, a SuperVia registrou 31 colisões contra os trens, provocadas por motoristas que ignoraram os avisos sonoros e visuais nos cruzamentos com a via férrea. Uma redução de 30% em relação a 2017 (quando ocorreram 49 acidentes) em função das campanhas educativas.

Ao longo dos 270 quilômetros de malha ferroviária existem 38 passagens oficiais (sinalizadas com avisos sonoro e visual). Entretanto, a SuperVia estima que existam até 180 passagens clandestinas por toda a extensão da via.

Por determinação da área de Segurança do Tráfego da concessionária, a circulação dos trens nas passagens em nível ocorre em velocidade reduzida, a 30 quilômetros por hora.

Foto: Divulgação/Setrans

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.