Nove ficam feridos na colisão de dois trens do ramal Deodoro

Dois trens bateram na Estação de São Cristóvão, por volta das 6h30, desta quarta-feira (27/02). Segundo informou a SuperVia, o acidente foi entre duas composições do ramal de Deodoro com passageiro. Com o impacto da batida, uma das composições descarrilou. Bombeiros de três quartéis — Vila Isabel, Central e Praça da Bandeira — estão no local da colisão, tentando retirar o maquinista de um dos trens, que ficou preso às ferragens. Um bombeiro que participou das ações de socorro disse que não há uma avaliação do estado de saúde do maquinista.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, além do maquinista, outras oito pessoas ficaram feridas. Sete foram encaminhadas para o Hospital municipal Souza Aguiar, no Centro. A Secretaria municipal de Saúde informou que todos tiveram traumas leves. Uma oitava vítima foi levada para o Hospital municipal Salgado Filho, no Méier. Ainda não há informações sobre o estado de saúde dessa pessoa.

Os vagões dos trens envolvidos na colisão atingiram a mureta da linha férrea e a fiação. Com a batida, o chassi de um dos trens foi arrancado e um deles descarrillou.

A SuperVia informou que o ramal Deodoro opera com intervalos irregulares e os trens não estão parando na estação Praça da Bandeira, no sentido Deodoro, e na estação São Cristóvão, no sentido Central do Brasil. Os passageiros estão sendo informados pelos canais de comunicação da concessionária. “A empresa está instaurando uma sindicância para apurar as causa do acidente”, disse a SuperVia por meio de nota.

Agetransp apura acidente

A Agência Reguladora de Transportes do Estado do Rio (Agetransp) disse, por meio de nota, que concessionária poderá ser multada por causa do acidente. A Agência abriu um boletim de ocorrência para investigar as circunstâncias do choque entre dois trens, na Estação São Cristóvão. Ainda segundo a nota da Agência, equipes técnicas foram enviadas à estação para fazer o levantando de local do acidente. “Além das causas da colisão, também será objeto de análise pela Agência reguladora a adequação do atendimento prestado aos usuários pela concessionária SuperVia e dos procedimentos adotados para o restabelecimento da normalidade na operação comercial dos trens”, comunicou a Agetransp.

Foto: Centro de Operações Rio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.