Oito pessoas morrem devido às chuvas que atingem o Rio

Pelo menos oito pessoas morreram por causa do temporal que castiga a cidade desde a noite de segunda-feira (8/4). O Rio segue em Estágio de Crise. No Morro da Babilônia, no Leme, um deslizamento atingiu uma casa, causando a morte de duas irmãs. Bombeiros procuram mais uma possível vítima soterrada, Gilson Cezar Cerqueira dos Santos, de 42 anos. Na Gávea, o sushiman Guilherme Nascimento de Pontes foi encontrado morto. Seu corpo foi arrastado pela correnteza e ficou preso debaixo de um carro na Rua Marquês de São Vicente. Outro homem morreu eletrocutado em Santa Cruz. Na Ladeira do Leme, perto do shopping Rio Sul, os bombeiros encontraram três mortos soterrados em um táxi. Por último, foi resgatado o corpo de um homem ainda não identificado em Guaratiba.

A Prefeitura acionou, nesta terça-feira (9/4), 45 sirenes em 26 das 103 comunidades de alto risco geológico monitoradas pelo sistema de alertas sonoros da cidade. Desde o início das fortes chuvas até a manhã desta terça-feira, o serviço 199 (canal de atendimento do órgão) recebeu 127 chamados, para verificar, entre outras ocorrências, dano de estrutura de imóvel e deslizamento de encostas. Os bairros com maior incidência de chamados são Copacabana (18), Itanhangá (9), Leme e Campo Grande (8). Em esquema de contingência, 30 agentes da Defesa Civil trabalham para atender os casos urgentes.

Segundo o Centro de Operações Rio, a orientação é que as pessoas somente se desloquem em caso de extrema necessidade e, se precisarem, que utilizem o transporte público. Há bloqueios totais e parciais em diversas vias do Rio.  Seguem totalmente interditadas a Av. Niemeyer; Alto da Boa Vista, nos dois sentidos; Rua Jardim Botânico, ao longo da via, nos dois sentidos; a Av. Epitácio Pessoa, próximo do Parque da Catacumba, sentido Rebouças; o Túnel Rebouças está interditado no sentido Lagoa. O sentido Centro opera com uma faixa. A opção para os motoristas é seguir pelo Aterro do Flamengo e Santa Bárbara. A Grajaú-Jacarepaguá volta a ser interditada, nos dois sentidos. O Centro de Operações Rio recomenda que, quem puder deve evitar trafegar por essas regiões.

Foto: Centro de Operações Rio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.