Criminosos tiram ônibus de circulação para favorecer vans

A Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco), da Polícia Civil, prendeu motoqueiros que monitoravam a ação dos fiscais da Prefeitura, para informar através de aplicativos, a posição dos agentes para os motoristas de vans irregulares. A denúncia é do RJTV2, que veiculou reportagem exclusiva nesta terça-feira (17/04).

Além de livrar os condutores da apreensão e multa, quadrilhas de traficantes e de milicianos estão adotando a estratégia de tirar ônibus de circulação, deixando as vans, como única opção de transporte.

De acordo com a reportagem, um dos exemplos é o ônibus da linha 859, que ligava a Covanca ao Tanque. A linha já não circula mais desde o dia 21 de março. Segundo o gerente da empresa, a ordem é dos milicianos que ameaçaram botar fogo nos ônibus que trafegassem na comunidade do Covanca.

As investigações mostram que as milícias não se limitam a ameaçar as pessoas para conquistar territórios. Nas vans, que contam com a proteção, os criminosos não invadem os veículos para ameaçar as pessoas como acontece em ônibus.

O mesmo vale para as áreas dominadas por traficantes. O transporte ilegal também se transformou numa das principais fontes de renda. Em alguns bairros, a polícia descobriu que os traficantes criam até novas rotas para as empresas de ônibus, liberando ruas mais movimentadas da região para o tráfego exclusivo das vans.

Foto: Divulgação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.