Com derrubada de veto de Crivella, Bilhete Único vale por 3h

A Câmara Municipal Rio aprovou a ampliação do tempo para utilizar o Bilhete Único Municipal de duas para três horas. Os vereadores derrubaram o veto que o prefeito Marcelo Crivella tinha feito ao projeto. A medida está prevista na Lei n° 6.549/2019, de autoria do vereador Dr. Jorge Manaia (SD), e já está em vigor.

A proposta altera a Lei n° 5.211/2010 – responsável por instituir o Bilhete Único Municipal – para que o usuário tenha o direito de pagar uma única passagem quando utilizar os ônibus, de um ou mais operadores desde que o transbordo ocorra em até três horas.

O Bilhete Único é um benefício tarifário que permite ao usuário utilizar mais de um transporte público pagando apenas uma tarifa. Com o cartão, o passageiro pode realizar viagens, utilizando dois ônibus municipais, dois VLTs Carioca ou ônibus e VLT.

A ampliação do intervalo de duas para três horas é uma revindicação antiga da população, que precisa utilizar mais de um meio de transporte para realizar seus deslocamentos diários.

De acordo com Manaia, a alteração deve-se ao fato de grande parte da população que utiliza o serviço do Bilhete Único ter uma única reclamação: o tempo do transbordo ser curto. “Moradores de zonas mais distantes demoram mais de duas horas para se deslocarem de suas residências para seu local de trabalho. A maioria dessas pessoas sugere o aumento do transbordo para três horas”, afirmou.

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.