Porteiro recupera carteira perdida no metrô com R$ 2 mil

Funcionários do MetrôRio conseguiram localizar o porteiro Francisco José Martins, para entregar a ele, nesta quarta-feira (17/07), a carteira com R$ 2.460,50, o contracheque, além de documentos, que foi perdida na estação Pavuna, no dia 1º de julho. O porteiro, que trabalha em Botafogo, disse que tinha acabado de receber o dinheiro das férias e planejava viajar para sua terra natal, Pedro II, no Piauí, para rever a família, e só se deu conta da perda quando chegou em casa. Sem a quantia não conseguiu viajar e matar as saudades dos parentes que não via desde 2009, quando o pai dele morreu.

A carteira foi encontrada por um faxineiro da estação, que a entregou a um agente de segurança do MetrôRio, que preencheu o protocolo do Achados e Perdidos da empresa. A partir daí, a concessionária começou a busca para descobrir o dono do dinheiro. Os funcionários conseguiram fazer contato com a empresa, que aparecia no contracheque, em menos de cinco dias. Mas por não ter celular, a informação demorou 10 dias para chegar até Francisco. Ele só soube que a carteira tinha sido encontrada nesta segunda-feira (15/07), quando voltou de férias.

O porteiro não pôde agradecer o auxiliar de limpeza, que encontrou seu dinheiro porque ele estava de folga. “Estou muito feliz. Essa história mostrou que ainda dá para acreditar nas boas intenções das pessoas. Ainda terei muito tempo para voltar ao Piauí”, disse.

Achados e perdidos

Os clientes que perderam ou esqueceram algum objeto nos trens ou nas estações do MetrôRio podem entrar em contato através do site www.metrorio.com.br, na página do Fale Conosco ou também dirigir-se ao setor de Achados e Perdidos de segunda-feira a sexta-feira, exceto feriados, das 8h30 às 18h30.

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.