Motorista recupera celular roubado e história viraliza

O motorista de ônibus Ronaldo Martins Evangelista recuperou neste domingo (18/08), à tarde, um celular Galaxy J7 que havia sido roubado enquanto ele dirigia um coletivo da Linha 432 (Leblon-Vila Isabel) em Copacabana. A história foi compartilhada nas redes sociais pela estudante Julia Ribeiro, 23 anos, e alcançou mais de 15 mil interações em menos de 14 horas, além de 4 mil comentários.

Segundo o Jornal Extra, na altura do número 759 da Avenida Nossa Senhora de Copacabana, uma mulher que via mensagens na tela de seu celular teve o aparelho roubado por um bandido que estava do lado de fora do veículo. De acordo com o relato, a mulher gritou “Ronaldo, meu celular”. Em resposta ao chamado, o motorista parou o coletivo, xingou a passageira e foi atrás do ladrão.  “Ninguém achava que ele ia conseguir. Pela foto, dá para ver que o Ronaldo não é um cara novo. Ficamos preocupados também do ladrão não estar sozinho e algo acontecer com o Ronaldo também”, contou Julia ao jornal.

A perseguição ao bandido durou cerca de 10 minutos, tempo suficiente para que os passageiros descobrissem que a vítima do assalto se chamava Lúcia e era mulher de Ronaldo. O motorista só alcançou o bandido depois que o ladrão foi derrubado por outro pedestre que caminhava na região. Após os instantes de apreensão, o motorista retornou ao veículo sem trazer nada nas mãos. Entretanto, quando estava perto do ônibus, ele sacou do bolso o celular recuperado, provocando uma explosão de alegria entre os passageiros. “Todo mundo foi à loucura e eu não sei como o ônibus não virou de tanto que a gente pulou”, lembra Julia.

De acordo com ela, a luta de Ronaldo contra o crime é antiga: “A Lúcia me disse que, quando ele trabalhava em uma linha que passava pela Lagoa, já conhecia os ladrões da área e alertava os passageiros para evitar novos roubos”.

Apesar do final feliz, a história poderia ter terminado muito mal não fosse a sorte e a habilidade do motorista. Procurado, o Sindicato das Empresas de Ônibus da Cidade do Rio (Rio Ônibus) informou por meio de representantes que, em casos de roubo, a orientação das companhias aos profissionais é que não reajam (nem persigam) os bandidos.

Fonte: Jornal Extra

Foto: Reprodução redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.