Protesto contra a PM fecha a Av. Brasil na altura da Vila Kennedy

As pistas da Avenida Brasil foram liberadas nos dois sentidos, em Vila Kennedy, por volta das 16h, depois do protesto contra a morte de um morador, ocorrido por volta do meio-dia. Os manifestantes acusam a polícia de ter disparado contra o pedreiro José Pio Baía Junior, de 45 anos. Ele foi morto enquanto trabalhava na laje de um imóvel. No protesto, um ônibus foi incendiado. Há retenções em ambos os sentidos. Na altura de Bangu, o tráfego intenso a lento no trecho, nos dois sentidos. No sentido Centro, há lentidão desde Santíssimo. No sentido Campo Grande, retenção no trecho de Bangu. Segundo o Centro de Operações Rio, a opção é seguir pela Av. Santa Cruz, entre Campo Grande e Realengo.

A Polícia Militar confirma operação do 14º BPM (Bangu) na comunidade, próximo à saída da Avenida Brasil. Os policiais disseram que foram atacados por criminosos armados.

Logo em seguida, os policiais foram informados de que um homem havia sido ferido e foi encaminhado ao Hospital Municipal Albert Schweitzer.

Protesto de moradores na Cidade de Deus

A Rua Edgard Werneck e a Estrada Marechal Miguel Salazar Mendes de Moraes foram bloqueadas por protesto dos moradores da Cidade de Deus contra a ação do Batalhão de Operações Especiais (Bope) na comunidade, que destruiu várias casas e a fiação elétrica da comunidade. As vias foram liberadas por volta das 11h30.

Foto: Reprodução de TV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.