Trens e estação são vandalizados após Flamengo e Grêmio

Depois do jogo entre Flamengo e Grêmio, na noite desta quarta-feira (23/10), no Maracanã, trens e estações da Supervia foram vandalizados. Das seis composições extras, que circulavam para garantir o deslocamento dos torcedores para casa, três foram vandalizados e 28 janelas foram arrancadas dos trens, uma grade de proteção da estação Oswaldo Cruz foi danificada.

As composições, que possuem juntas capacidade para 7.500 passageiros, tiveram na oficina e estão fora de operação na manhã desta quinta-feira (24/10). Segundo a concessionária, a previsão é de que voltem a circular dentro de um ou dois dias.  

Por meio de nota, a SuperVia lamentou que “casos como este coloquem em risco quem utiliza o sistema ferroviário, além de danificar os trens, causando transtornos aos passageiros”.  Segundo a nota, “de acordo com o contrato de concessão, a segurança pública nos trens e estações é uma atribuição do Governo do Estado, que atua por meio do Grupamento de Policiamento Ferroviário (GPFer). Em dias de jogos nos estádios próximos à ferrovia (Maracanã e Nilton Santos), são realizadas operações especiais no sistema, envolvendo o Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (Gepe) e o efetivo de segurança da SuperVia”, diz trecho do comunicado.  A SuperVia explicou também que “os agentes de controle da concessionária não têm poder de polícia e fazem o patrulhamento, sendo orientados a acionar os órgãos policiais sempre que necessário. Os casos são registrados em delegacia”, finaliza.

Vandalismo em dias de jogos

A SuperVia já registrou diversos casos de depredações de trens e estações por torcidas organizadas. No dia 1º de agosto, após Flamengo e Emelec, cinco trens extras, disponibilizados pela SuperVia para oferecer mais conforto na volta do público, tiveram janelas e chapas internas arrancadas ou quebradas.  Em 21 de agosto, um trem extra para Japeri teve 10 janelas arrancadas após Flamengo x Internacional.

No último dia 24 de julho, torcedores arrancaram mais de trinta janelas de quatro composições dos ramais Japeri e Santa Cruz, antes e depois do jogo Botafogo x Atlético MG, no Maracanã. Neste mesmo dia, um grupo de cerca de 30 torcedores do Flamengo se posicionou no mezanino externo da estação Marechal Hermes para aguardar torcidas organizadas do Botafogo a desembarcarem no local. A SuperVia acionou a Polícia Militar que conseguiu controlar a situação e evitar confrontos.  

Só durante o Campeonato Carioca do ano passado, por exemplo, a concessionária disponibilizou um total de 70 viagens extras, todas em trens com ar-condicionado, para transportar com mais conforto o público que assistiu aos principais jogos nos estádios Maracanã, Nilton Santos e Giulite Coutinho. No entanto, 38 janelas e seis visores de portas dos trens extras foram arrancados em dias de jogos.

Foto: Reprodução de vídeo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.