Desconto na integração ônibus-barca só valerá na linha de Charitas

Depois de anunciar que o desconto de R$ 4 na integração entre ônibus municipal e barcas começaria nesta sexta-feira (27/12), a Prefeitura de Niterói informou que o benefício começará só em fase de testes com o catamarã de Charitas. O município não divulgou nova data para que o subsídio entre em vigor na travessia Arariboia-Praça Quinze.

Quem fizer a integração do ônibus municipal de Niterói com o catamarã de Charitas – linha seletiva em que não há desconto no Bilhete Único e com menor fluxo de passageiros – vai economizar R$ 4. Atualmente, o usuário paga R$ 21,65 (R$ 4,05 do ônibus municipal mais R$ 17,60 do catamarã). Com o desconto, desembolsará R$ 17,65.

Desconto Niterói-Praça Quinze adiado

Segundo a prefeitura, o desconto será validado para as barcas da travessia Niterói-Praça Quinze após o período de testes em Charitas.  Nesse caso, a integração de ônibus municipal de Niterói com as barcas da travessia Niterói-Praça XV custará R$ 6,35. Atualmente, os passageiros que pegam o ônibus municipal e a barca na Praça Arariboia, e não têm direito ao desconto no Bilhete Único, pagam R$ 10,35. Com o subsídio da Prefeitura de Niterói, o valor da viagem terá desconto de R$ 4. Quem já usufrui do desconto do Bilhete Único intermunicipal na integração de ônibus municipal e barcas na Praça Arariboia e, atualmente, paga R$ 8,55 na viagem terá o custo reduzido para R$ 6,35 por sentido nas viagens quando o benefício entrar em vigor.

O desconto foi anunciado no dia 21 de novembro, pelo prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, e o governador Wilson Witzel. O pagamento do subsídio foi aprovado pela Câmara Municipal.

Com validade até 2024, a medida, segundo estimativa da prefeitura, deve atingir cerca de 20 mil pessoas que se deslocam diariamente entre os modais de transporte municipal e intermunicipal. O impacto orçamentário previsto aos cofres municipais é de R$ 45,3 milhões nos anos de 2020 e 2021. A prefeitura espera que o subsídio gere um aumento de 10% de integrações.

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.