Conheça os novos horários das Barcas a partir de 8 de janeiro

O horário de três das cinco linhas de barcas vai mudar a partir do dia 8 de janeiro. Segundo a CCR Barcas, haverá uma redução no número de viagens para “adequar a oferta à demanda, reduzindo os impactos da crise financeira”. As alterações foram anunciadas pela concessionária, dois dias depois que foi divulgado o reajuste de 3,29% das tarifas. Nas linhas sociais Praça 15-Arariboia, Praça 15-Paquetá e Praça 15-Cocotá a tarifa passa dos R$ 6,30 para R$ 6,50.

A data das mudanças estava prevista para esta segunda-feira (30/12), mas foi adiada depois que a Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes (Agetransp), notificou a concessionária no dia 27 de dezembro.

De acordo com a grade proposta pela CCR Barcas, na linha Praça XV- Praça Arariboia, os intervalos entre as viagens passarão de 10 minutos para 15 minutos, nos horários de pico. As alterações nos horários das linhas de Paquetá e Cocotá desagradaram os passageiros, que terão de dividir algumas viagens. Além da escala, que aumentando o tempo do percurso até a Praça 15 em 40 minutos, a concessionária suprimiu viagens. Na linha Praça XV-Paquetá-Praça XV, nos dias úteis, do total de 33 viagens que existiam, foram mantidas 20 – dez em cada sentido. E dessas 20, sete pararão em Cocotá. Nos fins de semana e feriado, as saídas foram reduzidas à metade, para seis, totalizando 12 viagens na linha. Cocotá seguirá fechada durante finais de semana e feriados.

Moradores de Paquetá recorrem contra a mudança

Moradores da Ilha de Paquetá entraram na última quinta-feira (26/12) com uma ação na Justiça de Tutela Coletiva de Defesa do Consumidor, do Ministério Público do Rio (MPRJ), contra as mudanças nas linhas Paquetá, Cocotá e Arariboia das barcas. Apesar de já ter sido protocolada, a ação só será julgada pelo MPRJ no dia 7 de janeiro, devido ao recesso.

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.