Crivella ameaça prender motorista com ônibus lotado

Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (19/03), o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, disse que motoristas do BRT que circularem com passageiros em pé podem ser presos em flagrante com base no artigo 268 do Código Penal. Este artigo prevê de um mês a um ano de prisão ou multa para aqueles que desrespeitarem a determinação. “Se o ônibus ficar cheio, o motorista tem a autoridade de desligar o motor, botar a chave no bolso e se negar a dirigir. Superlotação coloca em risco a vida do motorista”, disse o prefeito.

O prefeito informou ainda que haverá fiscais da Secretaria Municipal de Transportes em cada uma das 36 garagens do BRT, para garantir que todos os articulados estejam em circulação. Os guardas municipais serão acompanhados por PMs na fiscalização nas estações. “Se nada disso adiantar, vamos suspender o BRT por 24 horas, prazo que pode ser estendido”, destacou Crivella.

O diretor de relações institucionais do BRT, Bernardo Fonseca, criticou a ameaça de Crivella. Ele argumenta que cabe à prefeitura e à Guarda Municipal fazer essa fiscalização, e que nos horários de pico toda a frota está à disposição. “Não é justo que se ameace punir o motorista por problemas estruturais. O sistema sofre com o vandalismo e defeitos da pista que tem vários buracos que não foram reparados pela prefeitura – A manutenção da calha, por contrato, é responsabilidade do município -. Há dias que começamos com cerca de 300 carros e terminamos com cerca de 200”, rebateu o diretor.

Ele acrescentou que estuda medidas jurídicas caso algum motorista seja preso, e que mesmo com vários setores da economia terem diminuído a atividade nos últimos dias, o movimento continua intenso nas plataformas nos horários de pico.  “Nenhum transporte de massa foi projetado para, em horários de maior movimento, só levar passageiros sentados. E tem a questão dos outros modais. No Jardim Oceânico, os ônibus enchem porque recebem usuários de um metrô que ainda está lotado”, concluiu.

Com informações do jornal Extra.

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.