Prefeitura fecha BRT no fim de semana para evitar aglomerações

Com o objetivo de acabar com a superlotação nos articulados, o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, proibiu a circulação do BRT neste fim de semana. A medida visa a evitar aglomerações e a propagação do coronavírus. O serviço retorna na segunda-feira (23/03), com algumas linhas suspensas. “Ontem tomamos diversas medidas para que os passageiros não viajassem em pé. Não deu certo. A única alternativa é proibir o BRT no fim de semana. Não podemos correr o risco de ter pessoas aglomeradas”, disse o prefeito ao jornal Extra.

O prefeito não informou se haverá a permissão do trânsito de passageiros que trabalhem em serviços essenciais para a cidade.

Nesta sexta-feira, a prefeitura já havia anunciado a suspensão de quatro linhas do BRT e a criação de duas linhas temporárias.

As quatro linhas suspensas, temporariamente, faziam trajeto até a estação Jardim Oceânico São elas:

21 – Recreio Shopping x Jardim Oceânico (parador)

40 – Madureira x Jardim Oceânico (expresso)

53 – Sulacap x Jardim Oceânico (parador)

25 – Mato Alto x Jardim Oceânico (parador)

Duas linhas de ônibus convencionais vão substituir temporariamente as que foram suspensas. São eleas:

40 – Madureira x Alvorada (expresso)

25 – Mato Alto x Alvorada (parador)

Aviso de suspensão

O fechamento do BRT havia sido previsto, se as medidas adotadas para evitar a superlotação não dessem certo. Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (19/03), Crivella, disse que motoristas do BRT que circularem com passageiros em pé poderiam ser presos em flagrante com base no artigo 268 do Código Penal.  O prefeito também informou que haveria fiscais da Secretaria Municipal de Transportes em cada uma das 36 garagens do BRT, para garantir que todos os articulados estejam em circulação. Os guardas municipais serão acompanhados por PMs na fiscalização nas estações. “Se nada disso adiantar, vamos suspender o BRT por 24 horas, prazo que pode ser estendido”, destacou Crivella.

Foto: divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.