Governo amplia lista de trabalhadores em serviços essenciais

O governo do estado do Rio publicou decreto incluindo na lista de trabalhadores em serviços essenciais os bancários, funcionários da indústria metal-mecânica, cuidadores de idosos e operadores de telemarketing.

A partir desta terça-feira (24/03), esses profissionais podem embarcar – como os outros da lista – nos transportes públicos vindos da Região Metropolitana para o Rio. Para ter acesso livre, precisam apresentar documentos que comprovem o vínculo empregatício, nos pontos de controles de acesso montados pela Polícia Militar estações de trens, metrô e barcas.

Os cuidadores de idosos, que não tiverem como comprovar a atividade, podem baixar o formulário disponível no portal do governo do estado, este deve ser preenchido por um membro da família do idoso, que se responsabilize pela veracidade das informações. Depois, o arquivo deve ser salvo e enviado, juntamente com a cópia da identidade do empregador, por WhatsApp ou por e-mail, para o profissional que presta o serviço.

Além dos trabalhadores em serviços essenciais, está liberado o acesso de pacientes em tratamento de saúde, com um acompanhante, desde que estejam com atestado médico, agendamento ou outro documento que comprovem a condição médica.

Confira a lista completa de profissionais com passe livre:

Servidores públicos (inclusive aqueles relacionados às Forças Armadas, bombeiro militar e agentes de segurança pública);

Profissionais da saúde (inclusive individuais que prestem serviços de atendimento domiciliar, menos os serviços de natureza estética);

Funcionários de bares, restaurantes e lanchonetes;

Empregados de farmácias e drogarias;

Trabalhadores de pet-shops e veterinárias;

Revendedores de água e gás;

Profissionais do setor de serviços, como transporte e logística, limpeza e manutenção;

Porteiros e vigilantes;

Garis;

Profissionais da imprensa e de telecomunicações;

Agentes funerários;

Frentistas;

Funcionários das indústrias de alimentos, farmacêutica, higiene e limpeza;

Com o decreto, foram acrescentados à lista:

Bancários;

Funcionários da indústria metal-mecânica;

Cuidadores de idosos; e

Operadores de telemarketing.

Pontos de controle de acesso

Nos trens, foram montados bloqueios nas estações, que estão abertas: Ramal Japeri – Japeri; Engenheiro Pedreira; Queimados; Austin; Comendador Soares; Nova Iguaçu; Mesquita; Edson Passos; Nilópolis; Ramal Belford Roxo – Belford Roxo; Pavuna; São João de Meriti; Ramal Saracuruna – Saracuruna; Gramacho; Duque de Caxias; e Corte Oito

No metrô, há barreiras nas estações da Pavuna, Engenheiro Rubens Paiva, Acari e Fazenda Botafogo.

No sistema aquaviário, o bloqueio é feito na estação Araribóia, em Niterói.

Queda do número de passageiros

A SuperVia informou que até a tarde desta segunda-feira (23/03) houve uma redução de 216 mil passageiros no sistema ferroviário, o equivalente a 69,3%. Ainda segundo a SuperVia, desde a segunda-feira passada, já foi observada uma redução acumulada de 1.706.614 passageiros. A concessionária também disse que adotou um processo de limpeza especial dos trens na estação Central do Brasil e nas roletas das estações de maior movimento.

Já o MetrôRio informou que, até as 17h desta segunda-feira, houve queda de 82% no número de passageiros em comparação com uma segunda-feira regular.

Entretanto, as filas nas entradas das estações de trem e nas barcas onde foram montados os bloqueios no transporte público, só diminuíram por volta das 7h30.

Foto: divulgação

Um comentário em “Governo amplia lista de trabalhadores em serviços essenciais

  • 28 de março de 2020 em 06:09
    Permalink

    Quero saber se o serviço de chaveiro e considera serviço essencial?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.