SuperVia divulga novos ajustes na operação a partir desta 4ª feira

Com o aval da Secretaria de Estado de Transporte, a Supervia programou novas alterações nos horários dos trens, a partir desta quarta-feira (1/04). O objetivo é reduzir as aglomerações nas estações e composições. Segundo a concessionária, os ajustes foram realizados porque os passageiros estão chegando mais cedo às estações para embarcar nos trens. Confira:

Ramal Japeri

– Inclusão de mais trens no ramal, com redução de intervalo médio entre trens de 15 para 12 minutos, valendo desde às 4h da madrugada (horário de pico antecipado);

– Estação Nova Iguaçu abrirá mais cedo e o primeiro trem partirá às 4h02, ou seja, 30 minutos antes do horário normal.

Ramal Saracuruna

– Inclusão de mais trens no ramal, com redução de intervalo médio entre trens de 15 para 12 minutos, valendo desde às 4h da madrugada (horário de pico antecipado);

– Estação Duque de Caxias abrirá mais cedo e o primeiro trem partirá às 4h08, ou seja, 45 minutos antes do horário normal.

A SuperVia informou que manterá o reforço nas equipes das estações Duque de Caxias e Nova Iguaçu para orientar os passageiros sobre a necessidade de respeitar a distância segura de 1,5 metro, em casos de formação de filas nas triagens de acesso, realizadas pela Polícia Militar.

Transporte ferroviário é essencial na Região Metropolitana

Pontos de controle de acesso

O procedimento para embarque, com restrição de acesso aos profissionais de áreas essenciais, continua sendo feito em 15 estações: Japeri, Engenheiro Pedreira, Queimados, Austin, Comendador Soares, Nova Iguaçu, Mesquita, Edson Passos, Nilópolis (ramal Japeri); Belford Roxo e Pavuna/São João de Meriti (ramal Belford Roxo); Saracuruna, Gramacho, Duque de Caxias, Corte Oito (ramal Saracuruna). Outras nove estações estão fechadas para embarque e desembarque: Presidente Juscelino e Olinda (ramal Japeri), Lages e Paracambi (extensão Paracambi), Coelho da Rocha, Agostinho Porto e Vila Rosali (ramal Belford Roxo) e Jardim Primavera e Campos Elíseos (ramal Saracuruna).

Por decisão do decreto estadual que impediu a circulação dos ônibus intermunicipais, a SuperVia passou a ser o único modal de transporte público que liga os vários municípios da Baixada Fluminense à cidade do Rio. O serviço ferroviário tem sido, portanto, indispensável para transportar profissionais das áreas essenciais, como saúde, limpeza urbana, entre outras.

A concessionária disse ainda que contratou equipes extras para realizar a higienização especial das composições, catracas e validadores com álcool 70%e e reorganizou a rotina de seus funcionários para protegê-los, como antecipação de férias a grupos de risco e autorização de home office para quem trabalha no setor administrativo.  Também desenvolveu campanhas de conscientização em seus canais, estimulando a população a ficar em casa.

Foto: Reprodução redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.