Cabine de desinfecção é instalada no Terminal Alvorada do BRT

Uma cabine de desinfecção conta o coronavírus foi instalada na estação do BRT da Alvorada, na Barra da Tijuca, nesta quinta-feira (23/04). O produto Atomic 70, desenvolvido por laboratório de SP, é pulverizado sobre as pessoas. Segundo a prefeitura, substância combate alguns tipos de vírus, incluindo a Covid-19. A estrutura é equipada com sensor de presença que aciona borrifadores liberando o produto, que tem a duração de três a cinco horas. Assista ao vídeo.

Neste feriado de São Jorge, também no Terminal Alvorada foram distribuídos folhetos explicativos e cinco mil máscaras de proteção feitas de celulose, biodegradáveis e com design mais eficiente para evitar a contaminação do coronavírus no lado interno. A Prefeitura instalou um lavatório volante, para higienização das mãos com sabão líquido e álcool em gel fez a a demonstração de como funciona uma cabine de desinfecção – “túnel” que pulveriza produto desinfetante a quem passa por ele.

As medidas fazem parte da campanha “Convide a Vida”, de combate ao coronavírus, que reforça o decreto municipal de obrigatoriedade do uso de máscaras em estabelecimentos comerciais essenciais, ruas e transportes públicos, em vigor a partir desta quinta-feira (23/04).

Segundo o secretário de Ordem Pública, Gutemberg Fonseca, ações como esta irão acontecer ao longo dos próximos dias em terminais do BRT e locais de grande concentração de pessoas. “A utilização da máscara salva vidas, não só a de quem usa, mas também a do próximo. Hoje começamos a distribuir um milhão de máscaras. Vamos estar por todos os terminais onde há fluxo de pedestres”, explicou o secretário, que acompanhou a ação.

Até que a regulamentação sobre a obrigatoriedade do uso da máscara de proteção seja publicada, neste primeiro momento, as ações terão foco educativo. “Hoje começou a valer o decreto do prefeito Marcelo Crivella. O 1746 é o grande aliado da população, que pode ligar, acessar o site ou utilizar o aplicativo. Temos efetivo rodando por toda a cidade durante 24 horas. Caso, por exemplo, observarmos algum comércio permitindo pessoas entrando no estabelecimento sem máscaras, este pode vir a ser punido – ressalta Gutemberg.

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.