Niterói inicia reabertura parcial do comércio e das vias nesta 5ª feira

Depois de 62 dias de medidas de isolamento social para conter a disseminação do coronavírus, Niterói começa nesta quinta-feira (21/05) a liberar o acesso aos calçadões e às areias das praias e dá início à reabertura parcial do comércio. O uso de máscaras pela população permanece obrigatório.

A flexibilização das restrições na cidade acontece depois de o prefeito Rodrigo Neves anunciar que a taxa de isolamento social chegou a 90% do desejável, permitindo reduzir o contágio da Covid-19.

A circulação na orla da cidade volta a ser liberada, mas em horários controlados: das 6h às 9h e das 16h às 20h, com rodízio por faixa etária. Idosos com mais de 60 anos só poderão estar nesses locais entre 9h e 10h. Demais faixas etárias podem circular das 6h às 9h e das 16h às 22h.

O comércio começa a ser reaberto na cidade, mas restrito a algumas atividades. Podem funcionar as lojas de material de construção, oficina mecânica, óticas e serviços médicos e odontológicos. A princípio, salões de beleza estavam incluídos na lista de reabertura. No entanto, a prefeitura recuou, determinando que os funcionários desses estabelecimentos passem por um treinamento neste fim de semana para que voltem a trabalhar na segunda-feira (25/05).

Segundo a prefeitura, a saída do lockdown segue um plano desenvolvido por técnicos municipais, representantes dos empresários e especialistas da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Universidade Federal Fluminense (UFF) e Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

No plano adotado pelo município, a cidade seguirá um sistema de cores: vermelho (lockdown), laranja, amarelo e verde (normalidade). Niterói entrou no nível laranja, que permite que algumas atividades não essenciais voltem a ser realizadas, mas com restrições. As autoridades sanitárias do município continuarão acompanhando a curva de casos da covid-19, para definir se fica no nível laranja, retorna ao vermelho ou progride para o amarelo.

“Niterói preparou a transição porque conseguiu fazer com as medidas um processo de achatamento da curva, estabilização da demanda de pacientes sintomáticos respiratórios nas unidades de urgência e estabeleceu uma metodologia, um sistema de cores, que vai permitir, a partir dos indicadores e dos índices, uma regra do jogo”, disse o secretário de Saúde de Niterói, Rodrigo Oliveira, em entrevista ao vivo no Bom Dia Rio.

Foto: divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.