Ônibus e BRTs circulam lotados, descumprindo normas da Prefeitura

Os coletivos convencionais e BRTs rodaram lotados, na manhã desta quinta-feira (09/07), descumprindo o decreto da Prefeitura, que determina a colocação de adesivos de distanciamento social no piso e que só podem viajar 12 passageiros em pé nos ônibus e 27, nos articulados.
Para os usuários nada mudou. Nas redes sociais há várias queixas da superlotação. “A vida do trabalhador não tá fácil. É BRT lotado, é fila de banco, no trabalho tem que manter o distanciamento, mas a volta para casa é todo mundo grudado”, constata uma internauta. Os passageiros não acreditam que a norma será respeitada: “Amanhã volto a trabalhar em horário normal, ninguém merece vou pegar o BRT super lotado tanto pra ir quanto pra vir para casa”, reclama o usuário. Outros ainda encaram com bom humor: “Avisa isso para o Crivella, por aqui, o BRT segue lotado”, postou uma internauta.
Nos ônibus convencionais, o quadro é o mesmo em alguns coletivos. Em algumas linhas, os veículos saem do ponto final vazios ou com o distanciamento necessário entre os passageiros, mas enchem ao longo do caminho, como é o caso da linha 315 (Recreio-Central). Os motoristas dizem que a norma é mais uma preocupação para eles. “Tem passageiro que não aceita e quer nos agredir”, disse o rodoviário que não quis se identificar.
Segundo o decreto da prefeitura, duas pessoas vão poder ocupar o mesmo metro quadrado em pé nos corredores dos ônibus. Para isso, o chão dos coletivos precisa estar adesivado com imagens que orientem os passageiros a respeitar o distanciamento social.
As empresas que desrespeitarem a medida poderão ser multadas em R$ 925,38 por veículo que estiver sem o adesivo de sinalização. Aqueles que tiverem as marcações, mas com passageiros desrespeitando as normas, também serão multados.
Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.