Depois de incêndio, operação do ramal Japeri é normalizada

O funcionamento do ramal Japeri foi iniciado regularmente na manhã desta segunda-feira (20/07/20), depois de um incêndio atingir o Casarão de Japeri, anexo à estação Japeri, na Baixada Fluminense. As estações Japeri, Paracambi e Lages foram reabertas para embarque e desembarque. Segundo a concessionária, os trens voltaram a circular por toda a extensão do ramal, seguindo os intervalos que vinham sendo praticados em dias úteis até a semana passada.

Na estação Japeri, o acesso deve ser realizado pela entrada inferior da estação, na rua Estrada de Ferro Leopoldina, próximo à praça Antônio Schiavo, como vinha ocorrendo desde o início das medidas de restrição por conta da pandemia. O desembarque também passará a ocorrer, a partir de amanhã, apenas pelo acesso inferior, para que os passageiros não circulem na região atingida pelo incêndio.

Segundo a empresa, a retomada da operação foi realizada com total segurança, depois da autorização dos órgãos responsáveis e vistoria da própria equipe técnica da SuperVia. A área atingida pelo incêndio ocorrido na madrugada deste domingo (19/07/20) encontra-se isolada e devidamente sinalizada.

Na manhã desta segunda-feira, a circulação dos trens segue de acordo com os intervalos abaixo, levando-se em conta a faixa de pico de cada ramal:

Deodoro – Santa Cruz (pico de 5h às 8h)

Trens paradores

Entre Santa Cruz e Benjamim do Monte – intervalo médio de 18 minutos

Entre Campo Grande e Central do Brasil – intervalo médio de 9 minutos

As estações Deodoro, Madureira, Olímpica de Engenho de Dentro, Maracanã e São Cristóvão também são atendidas pelos trens expressos do ramal Japeri, com intervalo médio de 7 minutos.

Ramal Japeri (pico de 4h às 7h)

Trens expressos

Entre Central e Nova Iguaçu – Intervalo médio de 7 minutos

Entre Nova Iguaçu e Japeri – Intervalo médio de 14 minutos

Ramal Belford Roxo (pico de 6h às 8h)

Trens paradores – Intervalo médio de 23 minutos.

Haverá manutenção da rede aérea entre Cavalcanti e Del Castilho, das 10h às 15h; e manutenção da rede aérea entre Paciência e Santa Cruz, das 10h às 15h, sem alteração na circulação dos trens.

Apuração do incêndio

“A SuperVia lamenta profundamente o incidente que atingiu o antigo Casarão, estrutura anexa à estação Japeri. Preocupada em conservar o patrimônio histórico associado à malha ferroviária fluminense, a SuperVia concluiu no ano passado a restauração completa dessa estrutura, investindo aproximadamente R$ 2 milhões”, disse a nota da concessionária. 

A empresa está empenhada na apuração das causas do incêndio e realizará, nos próximos dias, os reparos ainda necessários no sistema de energia do local. A concessionária também fará um levantamento detalhado dos danos sofridos pela estrutura, para o fim de avaliar e propor um plano de ação para a futura restauração do patrimônio afetado.

Foto: Agetransp

Tags: incêndio, Japeri, patrimônio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.