Fiscais aplicam multas em BRT e ônibus por lotação e atrasos

Agentes da Secretaria Municipal de Transportes aplicaram 227 multas, durante esta semana, em ações realizadas em terminais e estações de maior demanda do BRT, além de garagens e outros pontos estratégicos da cidade. Segundo a Secretaria, as denúncias podem ser feitas pelo novo canal direto entre passageiros e a Secretaria, por meio do envio de mensagens para o Whatsapp 98909-3717.

Passageiros continuam a reclamar nas redes sociais da superlotação e atrasos, principalmente no BRT. “Se eu não peguei coronavírus, com certeza hoje eu tive um contato com ele com esse BRT lotado”, preocupa-se uma internauta. Outro critica: “Fazem propaganda para manter distância dentro do BRT, e demora três horas para vir lotado”.

Durante a fiscalização nos terminais do BRT da Alvorada e de Santa Cruz, e nas estações de Madureira, Mato Alto e Pingo D´Água, nos últimos sete dias, foram aplicadas 142 multas, sendo 43 por lotação e 32 por falta de marcação no piso dos ônibus. Os agentes flagraram outras irregularidades, como, intervalos demorados entre os ônibus e falta de informações no monitor aos usuários. “Estamos atentos aos serviços prestados e vamos manter a fiscalização reforçada em pontos de maior demanda de passageiros e de maior índice de reclamações. Por isso a importância da participação da população no registro de irregularidades do sistema de ônibus, para que possamos atuar pontualmente no problema”, disse o secretário municipal de Transportes, Paulo Jobim.

Fiscalização em terminais

Equipes também atuaram em diferentes terminais da cidade, como Haroldo Melodia, Américo Ayres, Shopping Nova América, Ribeira, Bananal, Campo Grande e Cascadura, para verificar os serviços de linhas regulares de ônibus. Ao todo, 57 autuações foram registradas. Destas, 26 foram por circulação com frota abaixo do determinado e três por inoperância de linhas. É importante destacar que os operadores também devem cumprir a determinação de operar com 100% da frota efetiva, se adequando ao aumento da demanda devido à retomada gradual das atividades na cidade.

Inspeção em garagem

Fiscais também estiveram na garagem da empresa Redentor e vistoriaram 71 veículos, sendo 31 ônibus do BRT e 40 convencionais. Dez articulados estavam sem marcações no piso; um ônibus convencional estava com a vistoria vencida e outros 17 não apresentavam o certificado de dedetização em dia. Ao todo, 28 multas foram aplicadas durante a inspeção.

Vale lembrar que os operadores tiveram cinco dias úteis para se adaptar à determinação da Prefeitura de demarcar os corredores dos coletivos, de forma a orientar os passageiros sobre a posição para viajar em pé, mantendo o distanciamento adequado.

“As ações seguirão intensificadas para verificar se os protocolos sanitários estão sendo cumpridos. O respeito às medidas é fundamental para preservar a saúde de todos, passageiros e motoristas”, concluiu o subsecretário municipal de Transportes, Allan Borges.

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.