Estação Rede Sarah é reaberta após 5 meses de reformas

Depois de cinco meses fora de operação devido a atos de vandalismo e furtos de equipamentos, a estação Rede Sarah, no corredor Transcarioca, foi reaberta para os passageiros, nesta quarta-feira (23/09). Segundo o consórcio BRT, a estação estava totalmente depredada, e mesmo durante as obras foi furtada duas vezes, o que adiou a conclusão da reforma.
A recuperação, segundo o BRT, incluiu o fechamento do acesso ao forro e à cobertura, pintura, nova rede elétrica, reforço na iluminação e sinalização. A nova estrutura que vem sendo utilizada nos reparos impede que ambulantes e moradores de rua guardem objetos na parte superior da estação, além de proteger os cabos de eletricidade. O consórcio informou que foi necessária a reforma da bilheteria e instalação de novas catracas.
“Desde o início da agenda de reformas e recuperação de estações tínhamos como objetivo reabrir a Rede Sarah, que atende ao hospital e ao shopping dali. A estação estava completamente destruída, o que exigiu dias de intenso trabalho para recuperá-la e voltar a oferecer um serviço de qualidade aos passageiros daquela região. As estações do BRT são um patrimônio público e é fundamental que os passageiros ajudem a mantê-la em boas condições, inclusive denunciando qualquer suspeita que afete o seu funcionamento”, afirma o presidente executivo do BRT Rio, Luiz Martins.
Com a recuperação da Rede Sarah, de acordo com a concessionária, 21 estações já foram reformadas ou recuperadas. As estações reformadas são a do Terminal Campo Grande, Santa Eugênia, Novo Leblon, Paulo Malta Rezende, Bosque Marapendi (Parador e Expresso), Afrânio Costa, Riviera, Ricardo Marinho, Vaz Lobo, Parque das Rosas, Campinho, BarraShopping (Parador), Mercadão, Via Parque.
As estações que tiveram melhorias na iluminação foram a do Centro Metropolitano, Lourenço Jorge, Aeroporto Jacarepaguá, Rio 2, Penha 1 e Penha 2.
Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.