Estação Sta. Luzia é reaberta; Sta. Efigênia é depredada e fechada

A estação Santa Luzia, no corredor Transcarioca, foi reaberta após cinco meses fechada para reparos. A estação Santa Efigênia, do corredor Transcarioca, foi furtada duas vezes no fim de semana e teve que ser fechada nesta segunda-feira (05/10).

A reforma na estação Santa Luzia, que havia sido completamente depredada, incluiu a instalação de novas catracas e reconstrução da bilheteria.  Segundo o consórcio BRT, foram realizados ainda o fechamento do acesso ao forro e à cobertura, pintura, nova rede elétrica, reforço na iluminação e sinalização. A nova estrutura que vem sendo utilizada na reforma impede que ambulantes e moradores de rua guardem objetos na parte superior da estação, além de proteger o cabeamento elétrica.

Cinco estações do BRT foram vandalizadas nos últimos dias

Nos últimos quatro dias, criminosos vandalizaram e furtaram cabos elétricos de quatro estações do BRT. No último sábado (3/10) bandidos furtaram cabos elétricos da estação Santa Efigênia. Segundo o consórcio BRT, no dia seguinte, a equipe de Infraestrutura da empresa fez todo o reparo elétrico e restabeleceu a energia na estação. Mas, a estação foi alvo de criminosos que roubaram os cabos novamente no domingo. Por isso, ela teve que ser fechada nesta segunda.

O corredor Transolímpica foi o mais atingido com três estações prejudicadas com as ações dos bandidos: Padre João Cribbin, Colônia e Boiuna. Desativada desde 2018, a estação Prefeito Alim Pedro, do corredor Transoeste, foi incendiada na última quinta-feira (1º/10). A estação faz parte do eixo da Cesário de Melo e está desativada desde 2018 por causa de atos de vandalismo e episódios de violência na região.

Na sexta-feira, dia 2, as estações Colônia, Boiuna e Padre João Cribbin foram vandalizadas e também tiveram seus cabos furtados. Monitores foram danificados, a fiação ficou toda exposta e as máquinas de autoatendimento ficaram inoperantes.

“Lembramos que as estações são um patrimônio público e a fiscalização das mesmas cabe aos órgãos com poder de polícia, como a PM, com a qual o BRT Rio mantém convênio através do Proeis, e a Guarda Municipal”, diz o BRT por meio de nota.

Desde abril, cerca de 100 estações foram alvo de vândalos e bandidos e, atualmente 33 estações fechadas por causa de vandalismo e/ou furtos de equipamentos. “Até agora, o BRT Rio já realizou melhorias em 24 estações e em breve serão reabertas Vila Queiroz e Santa Luzia”, informou.  

Outubro Rosa no BRT Rio

A Santa Luzia é uma das três estações que fazem parte da campanha do Outubro Rosa do BRT Rio e recebem iluminação especial até o fim deste mês. Além de Santa Luzia, estão na cor rosa as estações Rede Sarah e Parque das Rosas. O objetivo é lembrar a todos, principalmente as mulheres, como a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de mama são fundamentais para a cura da doença.

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.