Força-tarefa da Polícia Civil faz operação para coibir vans piratas

A força-tarefa de combate às milícias da Polícia Civil realizou na noite desta quarta-feira (21/10), operação em Nova Iguaçu, para apreender carros e vans usados no transporte alternativo, explorado por milicianos.

A ação contou com policiais da 56ª DP (Comendador Soares) e agentes do Departamento de Transportes Rodoviarios do estado do Rio (Detro).

De acordo com a polícia, a operação foi realizada à noite porque, é quando os transportes piratas são colocados em circulação.

O titular do Departamento Geral de Polícia da Baixada, Giniton Lages, disse ao jornal O Globo, que o objetivo é impactar o negócio ilícito (transporte clandestino da milícia). Segundo ele, essa é uma atividade econômica importante, em que os milicianos lavam o dinheiro. Giniton afirmou ainda que quer impedir essa prática que é recorrente e que “vai atacar a milícia em toda a Baixada”.

De acordo com a Polícia Civil, o planejamento da atual gestão para o combate às milícias é aplicar o sistema que intitulou como O&A (Operação e Asfixia). Após o serviço de inteligência, a Polícia Civil realiza uma operação pontual contra o grupo criminoso. Em seguida, de acordo com a corporação, a força-tarefa com diversas delegacias especializadas realiza operações na região onde aquela organização atua, realizando um verdadeiro trabalho de asfixia, em que os agentes ficam na área quantos dias forem necessários e sufocando todas as formas de entrada de dinheiro na organização.

Nesta chamada asfixia, as especializadas atuam contra construções irregulares, grilagem, serviço pirata de tv a cabo (gatonet), venda de gás, lojas com produtos piratas e até de cestas básicas, entre outras atividades criminosas.

Foto: Ilustrativa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.