Taxi.Rio Cidades se torna plataforma oficial da gestão do transporte

O aplicativo de mobilidade Taxi.Rio Cidades se tornou a plataforma oficial de gestão do transporte no município. O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, sancionou a lei que institui o programa, nesta quarta-feira (25/11). Os dados produzidos vão integrar os estudos técnicos de mobilidade urbana.

O Taxi.Rio possibilita que os motoristas se tornem parceiros na gestão da cidade, através da utilização do módulo de zeladoria denominado ‘taxista informa’. O app permite que os taxistas reportem ocorrências como alagamentos, obstrução de vias, problemas na iluminação pública, crimes, a partir de sua localização.

Os dados são enviados diretamente ao Centro de Operações Rio e à Central de Atendimento ao Cidadão 1746. A plataforma, desenvolvida pela Empresa Municipal de Informática (IplanRio) e lançada pela prefeitura em novembro de 2017, contribuiu com o aumento das viagens e dos rendimentos da categoria.

“O Taxi.Rio Cidades evoluiu em funcionalidades e cresceu em usuários nesses 3 anos de existência. Uma solução tecnológica como o Taxi.Rio, pensada para melhorar a vida na cidade, mostra a importância da inovação em projetos de governo, visando oferecer serviços cada vez melhores aos cidadãos”, ressaltou o diretor-presidente da IplanRio, Júlio Urdangarin.

Atualmente, há cerca de 31 mil motoristas e mais de 700 mil passageiros cadastrados no aplicativo do Taxi.Rio Cidades, tendo realizado mais de 15 milhões de corridas.

“A prefeitura tem implementado medidas para aperfeiçoar serviços, beneficiando os usuários e, sobretudo, os taxistas, tendo em vista a necessidade de dar maior competitividade ao segmento”, comentou o secretário municipal de Transportes, Paulo Jobim.

Para o coordenador do Taxi.Rio, Lauro Silvestre, com o app, o serviço oferecido aos passageiros teve uma melhora significativa. “A prefeitura recebe informações que embasam políticas e estudos de mobilidade. Um exemplo disso é a comunicação que o município tem com a categoria, através do Centro de Operações.”

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.