Uma pessoa morreu e 58 ficaram feridas em acidente com BRT

Uma mulher morreu e outras 58 pessoas ficaram feridas em acidente envolvendo um carro de passeio e um BRT. Eliana Carvalho, de 40 anos, ficou presa embaixo do articulado e morreu no local. Os bombeiros só conseguiram retirar o corpo no início da madrugada.

O motorista do carro que invadiu a pista do BRT fugiu pela mata. O acidente ocorreu por volta das 19h40 desta quarta-feira (10/03), entre as estações Embrapa e Mato Alto, sentido Santa Cruz, no corredor Transoeste. O ônibus acabou tombando na pista.

Os feridos foram atendidos no local e, os mais graves encaminhados para os hospitais Lourenço Jorge, Rocha Faria, Pedro II, Miguel Couto e Getúlio Vargas.

Em nota, o BRT disse “que lamenta profundamente o ocorrido e se solidariza com as vítimas e seus familiares”.

“O BRT Rio faz campanhas permanentes nas suas redes sociais alertando sobre o perigo de invasão à sua pista exclusiva por motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres. Ressaltamos que apesar de trafegar em velocidade inferior àquelas verificadas nas faixas para automóveis e ônibus urbanos, um articulado precisa de mais tempo e espaço para realizar a frenagem total, o que torna qualquer invasão nas pistas exclusivas ainda mais perigosa”, explica a nota.

Para o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Sebastião José, a falta de responsabilidade de alguns motoristas que insistem em transitar pelas calhas onde circulam os BRTs, geralmente acaba em tragédia. “A direção do Sindicato de solidariza com as vítimas desse acidente cometido pela imprudência de alguém que, para ganhar alguns minutos para chegar ao seu destino, acabou por interromper o retorno para casa de chefes de família”, critica Sebastião José.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Rodoviários, uma das medidas para evitar esses acidentes é intensificar a fiscalização com um número maior de guardas municipais em pontos considerados estratégicos e com maior incidência de acidentes.

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.