Pedágio na Linha Amarela volta a ser cobrado nesta 6ª feira

A Lamsa, concessionária que administra a Linha Amarela, aceitou a proposta do Supremo Tribunal Federal (STF) e voltará a cobrar pedágio no valor de R$ 4, a partir desta sexta-feira (09/04).

O presidente do STF, ministro Luiz Fux, sugeriu a tarifa durante audiência de conciliação entre a empresa e a Prefeitura do Rio na segunda-feira. Fux disse ainda que o preço valeria até que a 6ª Vara de Fazenda do Estado fizesse uma perícia relativa ao reequilíbrio econômico-financeiro do contrato, que deverá ficar pronta em 90 dias.

“A Lamsa informa que aceitou a proposta encaminhada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, em audiência realizada no último no dia 5. Com a decisão, a concessionária restabelecerá a cobrança do pedágio, a partir da 0h do dia 9/4, sexta-feira, com tarifa provisória de R$4”, disse a empresa, em nota.

A Linha Amarela estava sob administração municipal desde setembro por determinação do Superior Tribunal de Justiça (STJ). No mês passado, a empresa retomou a operação da via e anunciou que retomaria o pedágio no valor de R$ 7,20. A Prefeitura do Rio reagiu, publicando um decreto de suspensão da cobrança até que houvesse decisão judicial em audiência de conciliação ou decisão do plenário do STF.

Uma primeira audiência de conciliação terminou sem acordo, mas as partes chegaram a um entendimento esta semana.

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.