Alerj cobra Prefeitura sobre uso de ônibus convencionais no BRT

O uso de ônibus convencionais para reforçar o atendimento aos usuários do BRT, acendeu o sinal de vermelho na Comissão de Transportes da Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj). Para tentar entender e dar transparência a essa operação, o presidente da Comissão de Transportes e vice-presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Alerj, deputado Dionísio Lins (Progressista), vai cobrar a Secretaria Municipal de Transportes, por meio de ofício, nesta quinta-feira (02/02), explicações sobre como essa contratação está sendo realizada.

“Se você utiliza ônibus convencionais para usar nos terminais do BRT, como ficam os usuários que usam diariamente essas linhas em que esses ônibus deixam de atender? Vamos cobrar também se existe algum contrato para essa operação, o valor desse contrato e o número de ônibus convencionais usados. Essa situação que em minha opinião prejudica os usuários, é como despir um santo para vestir outro, argumentou.

Foto; Divlugação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.