Ingá, sob risco de paralisação, atrasa salários e benefícios

Rodoviários do grupo Ingá realizam assembleia na próxima terça-feira (9/8), pela manhã e à tarde, para discutir o acúmulo de atrasos no benefício das cestas básicas, que chega a dois meses, e o pagamento de salários fora do prazo previsto em Lei, que é até o quinto dia útil do mês. Além disso, há um sério risco de o grupo parar totalmente suas atividades. As reuniões ocorrerão na sede do Sindicato dos Rodoviários (Sintronac), no Centro de Niterói, e estão restritas a trabalhadores das empresas Ingá, Rosana e Peixoto.

O grupo Ingá foi o conglomerado de empresas de ônibus de Niterói mais atingido pela crise no setor de transportes. Em fevereiro deste ano, os funcionários e os executivos do grupo firmaram acordo, através de negociações do Sintronac e intermediação do Ministério Público do Trabalho (MPT), para quitação de dívidas trabalhistas. No entanto, a elevação do custo operacional das companhias, principalmente do óleo diesel, comprometeu o cumprimento do calendário de pagamento dos débitos.

“No entanto, os trabalhadores não podem ser mais prejudicados do que já foram. Há um risco concreto de parada total no grupo Ingá. Essa assembleia definirá a postura dos funcionários do grupo Ingá diante desse rompimento do acordo. Voltaremos a pedir a intermediação do MPT diante desse quadro grave de violação das leis trabalhistas”, afirma Rubens dos Santos Oliveira, presidente do Sintronac.

A Secretaria de Urbanismo e Mobilidade de Niterói publicou portaria nos Atos Oficiais do município permitindo alterações em quatro linhas de ônibus operadas pelo grupo Ingá, a partir desta quarta-feira (3/8).

A linha 23, que circula no trajeto Teixeira de Freitas x Centro, passa, de acordo com a determinação do órgão, a integrar a linha 21, que antes circulava no itinerário Fonseca x Centro. Agora, a linha 21 faz o percurso Fonseca/Riodades/Teixeira de Freitas x Centro.

A linha 25, que roda por Riodades x Centro, foi incorporada à linha 22, cujo itinerário era Fonseca x Centro – via Marquês do Paraná. O novo percurso é Fonseca/Riodades/Teixeira de Freitas x Centro – via Marquês do Paraná.

A portaria regulamentou os novos horários dos trajetos das linhas, que vão das 5h às 23h. De acordo com nota da secretaria, a fusão das linhas faz parte do plano de reorganização do transporte por ônibus em Niterói, anunciado em maio. No entanto, a secretaria apenas oficializou o que já acontecia há meses, pois as linhas 23 e 25 já estavam fora de circulação.

“Não mudou nada. Já mandamos dois ofícios para a Prefeitura, que se recusa a nos receber e discutir o que realmente interessa, que é o colapso no sistema de ônibus na cidade. A Ingá pode parar a qualquer momento. Como poder concedente, a Prefeitura não pode fechar os olhos a essa realidade catastrófica”, assegura Rubens Oliveira.

Foto: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.