Bares lotados no Leblon descumprem regras para reabertura

A cidade teve bares lotados na primeira noite da reabertura do setor gastronômico, nesta quinta-feira (02/07). Na Praça Cazuza, no Leblon, a Guarda Municipal precisou intervir, e determinar que os estabelecimentos fechassem as portas, para tentar dispersar as pessoas que se aglomeravam na calçada, sem máscaras e descumprindo as regras de isolamento social. Ainda assim, uma banca de jornal e ambulantes continuaram vendendo bebidas alcóolicas na praça. A Polícia Militar foi acionada, mas a aglomeração permaneceu até por volta da meia-noite. Pela regra de reabertura, o horário de funcionamento de bares e restaurantes é até 23h.

O Rio já registrou 6,6 mil mortes pelo coronavírus e apresenta maior taxa de letalidade pela doença no país, 8,75%.

As imagens de bares e calçadas lotados no Leblon repercutiram nas redes sociais e foram alvo de críticas de internautas que defendem o distanciamento social em um momento em que a taxa de contágio ainda é alta no estado. “Daqui a algumas semanas, quando lermos nas manchetes que o Rio bateu recorde de novos casos de covif-19, saberemos o motivo. Parece que fazem de propósito”, comentou um internauta nas redes sociais.

A reabertura dos bares e restaurantes do Rio estava prevista na terceira fase de flexibilização do isolamento social a partir de 2 de julho. O decreto da Prefeitura que regula a retomada das atividades estabelece condições para o funcionamento dos estabelecimentos, como, distanciamento de dois metros entre as mesas, que devem ser montadas em espaços ventilados; respeito ao limite de 50% da capacidade clientes no espaço interno, que só podem ser atendidos nas mesas; é proibido o sistema self-service e música ao vivo; o horário máximo de funcionamento é até 23h;  o uso de máscaras é obrigatório para clientes e funcionários. A proteção só pode ser retirada na hora do consumo de alimentos.

A multa para os empresários que não cumprirem as regras pode chegar a R$ 13 mil. Academias e atividades físicas individuais na areia das praias também foram autorizadas nesta etapa do processo. Na fase anterior, as autoridades do Rio permitiram o retorno das lojas e do campeonato de futebol.

Foto: Reprodução redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.