Ramal Guapimirim voltará a operar em setembro, diz SuperVia

Suspensa desde abril, a operação do ramal Guapimirim será retomada na próxima terça-feira (01/09/2020). Segundo a SuperVia, diversas medidas já estão sendo tomadas para garantir o retorno, como a volta ao trabalho de profissionais que estavam afastados, a reabertura de estações e a preparação da via permanente e das locomotivas. “A circulação será restabelecida em função do decreto Legislativo nº 11 de 2020.  A suspensão da extensão Guapimirim havia ocorrido em função do decreto 47.012, de 01/04/2020, do governo do Estado, logo no início da pandemia do novo coronavírus”, informou a com cessionária por meio de nota. 

Ainda segundo a SuperVia, a extensão Guapimirim, que conta com 14 estações, transportava, diariamente, cerca de 200 passageiros (pagantes e gratuidades) antes de ser suspensa em função do decreto estadual. “Os passageiros estão sendo informados sobre o retorno da operação pelo sistema de áudio e cartazes nas estações, site e redes sociais da empresa. Para mais informações, os clientes podem procurar pelos canais de atendimento da concessionária”, diz a nota.

Atualmente, a operadora transporta cerca de 300 mil passageiros por dia, metade do que registrava antes das medidas de isolamento social. A maior perda ocorreu no final de março e chegou a 74% dos passageiros. Desde 14 de março, a concessionária já deixou de transportar mais de 43 milhões de clientes, o que gerou uma perda de receita quase de R$ 184 milhões. 

“A SuperVia reconhece a demanda por transportes na região, mas reforça que a decisão de retomada da operação da extensão Guapimirim, atendendo ao decreto da Assembleia Legislativa, ocorre em momento de grandes dificuldades financeiras enfrentadas pelas concessionárias de transportes do Rio de Janeiro, em função da redução do número de passageiros”, informa a nota.

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (26/08) o Projeto de Lei 3364/2020, que trata do socorro emergencial aos transportes públicos. Agora, o PL segue para deliberação no Senado Federal e, para chegar às empresas do Rio de Janeiro, ainda precisará passar pela Assembleia Legislativa do estado. A SuperVia espera que as próximas etapas sejam concluídas com celeridade.

“Desde abril, a empresa tem tomado medidas como a renegociação de contratos de trabalho e acordo com fornecedores para manter a completa operação dos trens e impactar o mínimo possível os clientes e a mobilidade do estado do Rio. Caso o apoio público não seja concedido em curto prazo, a empresa encontrará grandes problemas para manter o serviço a partir do fim de setembro”, conclui a nota.

Foto: Divulgação

Tags: Guapimirim, retomada, crise

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.