Agetransp aplica multas no MetrôRio no valor de R$ 1,8 milhão

O MetrôRio foi multado duas vezes pela Agência Reguladora de Transportes Públicos do Estado do Rio (Agetransp), em valores que ultrapassam R$ 1,8 milhão, na sessão regulatória de novembro. O serviço prestado pela empresa foi reprovado na pesquisa opinião Ibope, que pelo contrato de concessão, as operadoras são obrigadas a contratar duas vezes por ano.

A decisão de penalizar o MetrôRio foi unânime do Conselho Diretor da Agetransp. Foram aplicadas duas multas, uma para cada pesquisa – com valores de R$ 914.542,22 cada – totalizando R$ 1.829.084,44.

A pesquisa do Índice de Qualidade dos Serviços (IQS) foi realizada em março e setembro, de 2017, e o quesito com o pior desempenho da concessionária, na avaliação dos passageiros, foi o “conforto” – em que é medido o sistema de climatização. O MetrôRio recebeu notas de 5,9, na Linha 2 (Pavuna-Botafogo), e 6,7, na Linha 1 (Uruguai-General Osório).

Na soma total, a empresa foi avaliada com média de 8,1, abaixo do mínimo de 8,2 estabelecido no contrato de concessão com o Estado do Rio de Janeiro. Os quesitos que mais puxaram para baixo a nota final da concessionária, além do conforto, foram “facilidade e tempo na compra de bilhetes” (nota 7,6), “funcionamento da escada rolante” (7,9) e “conservação dos trens” (8,0). Na pesquisa foram analisados 18 itens ao todo, todos referentes ao serviço de transporte dos passageiros.

Em nota, o Metrô Rio informou que irá recorrer da decisão, pois “a penalidade foi aplicada com base em indicadores desatualizados e que precisam ser revistos.”

Foto: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.