Paes inclui rodoviários em grupos prioritários para vacinação

O prefeito Eduardo Paes anunciou que os rodoviários do Rio serão incluídos nos grupos prioritários para vacinação. A informação deve ser confirmada nesta sexta-feira (23/04) pelo secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, durante a coletiva semanal sobre a covid-19.

O presidente do Sindicato dos Rodoviários do Rio, Sebastião José, afirmou que diante dessa notícia, o lockdown que seria feito em 1° de maio fica suspenso. “Para agilizar a vacinação da categoria, estamos colocando à disposição da Prefeitura dois endereços, um em Campo Grande, na Rua Jaguarauna, 283 e o nosso Centro Social, na Estrada Otaviano, 404 em Rocha Miranda”, informou.

“Parece que a falta de bom senso deu lugar à razão. A insistência da Prefeitura em não vacinar os profissionais estava colocando em risco toda a categoria. Agora vamos aguardar e cobrar que essa vacinação comece o mais rápido possível”, disse o presidente do Sindicato dos Rodoviários do Rio, Sebastião José.

Rodoviários do Leste Fluminense ainda sem resposta

O Sintronac, que abrange 13 municípios de Niterói a Arraial do Cabo, disse que não houve anúncio para a vacinação dos trabalhadores da categoria, que atuam no Leste Fluminense. O Sindicato marcou para a próxima segunda-feira (26/04)) uma paralisação dos ônibus nas cidades de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, Maricá e Tanguá.

O presidente do Sintronac, Rubens dos Santos Oliveira, ressalta que os rodoviários fazem parte do grupo prioritário no Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde e que o grupo é relativamente pequeno. Em São Gonçalo, são 7.147 rodoviários, em Niterói, 3.443; em Maricá, 1.226; Itaboraí, 263; e Tanguá 7. “Até o último fim de semana registramos que 50 rodoviários morreram por conta da Covid-19. Esse é o número que contabilizamos, mas a realidade pode ser pior”, afirma.

Foto: Divulgação

Um comentário em “Paes inclui rodoviários em grupos prioritários para vacinação

  • 22 de abril de 2021 em 14:17
    Permalink

    Nós somos tratados como lixo, tanto pelo sindicato, quantos pelo governo, já que vai fazer, pq não vacinar na cidade de sua residência, ainda temos que nos locomover para tão longe, e com certeza vai ter aglomeração, falta de respeito com a classe, por isso não voto em ninguem.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.