Operação Passageiro Seguro apreende quatro veículos piratas

A Comissão de Transporte da Alerj, o Departamento de Transportes Rodoviários do Rio (Detro) e o Instituto de Pesos e Medidas (IPEM) realizaram na manhã desta quarta-feira (16/06) na Rodoviária Novo Rio a operação “Passageiro Seguro”. O objetivo é retirar de circulação os táxis, vans e motoristas particulares que atuam ilegalmente na região, cobrando preços não tabelados dos passageiros que desembarcam todos os dias no terminal. Foram apreendidos e multados quatro veículos particulares que faziam transporte de passageiros para Rio das Ostras e Baixada Fluminense. O valor da multa é de R$ 3.627, dobrando em caso de reincidência. No caso dos táxis, 25 foram examinados pelos fiscais do Ipem/RJ e nenhum deles apresentou irregularidade.

De acordo com o presidente da Comissão de Transportes, deputado Dionísio Lins (Progressista), a operação foi motivada devido ao grande número de reclamações e denúncias recebidas pela comissão. “É um absurdo o que vemos diariamente e principalmente nos finais de semana, quando é registrado um aumento no embarque e desembarque de passageiros, de táxis piratas, motoristas particulares e vans ilegais que disputam esses passageiros com as cooperativas cadastradas e legalizadas existentes no local”, constata Lins.

Para Allan Borges, que coordenou a operação, o mais importante é que os usuários entendam a importância de optarem sempre em utilizar veículos legalizados para sua locomoção na cidade. “Essa foi a primeira de muitas operações que estão por vir. A blitz de hoje mostra que quando o estado e o legislativo agem em conjunto, quem sai ganhando é a população”, destaca Borges.

Para agilizar o registro de novas reclamações, foi colocado esta semana à disposição dos passageiros o e-mail comissaotransportesalerj@gmail.com para receber novas denúncias, que serão encaminhadas aos órgãos competentes e acompanhadas e cobradas pelos técnicos da comissão. Não haverá necessidade de identificação do denunciante.

Os usuários de transportes podem registrar as reclamações na Ouvidoria pelo e-mail ouvidoria@detro.rj.gov.br, pelo telefone (21) 3883-4141, ou pelo whatsapp (21) 98596-8545. As colaborações ajudam a nortear as fiscalizações.

Foto: Divulgação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.