Homem morre após cair entre o trem e a plataforma da estação

Um homem morreu após ficar preso entre o trem e a plataforma, na manhã desta terça-feira (06/07), na estação Mangueira, no sentido Santa Cruz. O acidente aconteceu por volta das 6h40. A vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Passageiros que estavam no momento da queda relatam que o homem estava com diversas sacolas e teria se desequilibrado e caído.

Em função da ocorrência, o embarque de passageiros na estação Maracanã ficou suspenso. E os trens do ramal Santa Cruz passaram a circular nos dois sentidos por uma linha só entre São Cristóvão e São Francisco Xavier. Às 10h, a operação no ramal foi normalizada.

A SuperVia informou que nesta plataforma não há embarque de passageiros e que a estação Mangueira é uma das possíveis saídas para quem desembarca na estação Maracanã.  A dinâmica do acidente ainda está sendo apurada.

Alerj aprova proposta de publicação de dossiê sobre acidentes ferroviários

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj aprovou na última quinta-feira (01/07) projeto de lei, que obriga o Instituto de Segurança Pública (ISP) a publicar anualmente um dossiê sobre os homicídios culposos e lesões corporais causados por atropelamentos ferroviários. O documento vai embasar a criação de estratégias de prevenção e enfrentamento a esses crimes.

Segundo dados divulgados pelo ISP, no total, de 2008 a 2017, foram 285 casos de homicídio culposo provocado por atropelamento ferroviário e 138 casos de lesão corporal culposa provocada por atropelamento ferroviário nos municípios que são cortados por trens da SuperVia. No mesmo período, foram registrados 32 casos de suicídio em linhas de trens da região metropolitana pelo ISP.

A norma segue para sanção ou veto do governador Claudio Castro.

Foto: reprodução de Tv

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.