Novo Sistema do BRT será entregue em 2022, diz Eduardo Paes

A Prefeitura do Rio de Janeiro apresentou nesta segunda-feira (08/11) o novo modelo do sistema BRT, que deverá estar operativo no segundo semestre de 2022. O atual modelo, com concessão integral e sem garantias financeiras, dará lugar a um modelo inédito no Brasil, com concessão compartilhada, garantias financeiras e melhor alocação de frotas.

De acordo com a Prefeitura, o sistema vigente gera incentivos perversos, tais como veículos cheios, que gastam a mesma quantidade de diesel e arrecadam mais.

“Nós estamos dando uma solução definitiva para a operação adequada do sistema BRT. Esse novo modelo permite à futura concessão da operação uma garantia de um aporte importante ao sistema, com a prefeitura alugando os ônibus, tirando um custo dos operadores. Não tenho dúvida que, com esse novo sistema, vamos trazer mais dignidade e respeito à população que usa transporte público nessa cidade”, destacou Eduardo Paes.

Corredor da Cesário de Melo terá veículos elétricos
O prefeito comunicou que, a partir da licitação, até a operação efetiva do sistema, são necessários entre cinco e seis meses. A secretária municipal de Transportes, Maína Celidônio, explicou que todos os validadores dos ônibus, BRT e VLT serão trocados, o que leva um semestre.

O edital de locação de ônibus está dividido em cinco lotes para o aluguel progressivo de um total de 515 novos veículos até 2023. Cerca de 60 ônibus elétricos vão circular pela Avenida Cesário de Melo, no corredor Transoeste, prevê o projeto.

Outra novidade é o moderno sistema de monitoramento que será empregado em toda a frota do BRT, como limitador de velocidade, bloqueador de portas abertas, videomonitoramento do condutor por câmeras, telemetria e GPS para análise de desempenho e piloto automático para distanciamento dos veículos à frente. De acordo com a Secretaria de Transportes, tais dispositivos evitarão muitos acidentes.

Para dar garantias financeiras aos operadores, a Prefeitura vai oferecer quatro terrenos públicos para a construção de garagens dos BRTs e instalação de infraestrutura. As garagens ficarão na Avenida Cesário de Melo, em Santa Cruz; em Magarça, em Guaratiba; na Ilha do Fundão e em Deodoro.

A abertura dos envelopes da licitação da bilhetagem eletrônica está marcada para o dia 7 de dezembro. O prefeito informou ao blog que os atuais operdores não poderão participar da concorrência.

“O edital não permite sequer que as empresas que controlam atualmente o sistema participem da seleção. Entendemos que o novo modelo traz mais controle e mais força para o poder público. Mas também traz mais segurança para o próprio investidor. O ator privado que entrar nessas concessões também estará protegido com garantias”, disse Paes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.