Sindicato vai à Justiça para cassar liminar que barrou paralisação

O Sindicato dos Rodoviários recorreu à Justiça para a cassação da liminar que suspendeu a paralisação dos ônibus, que circulam na cidade do Rio e do BRT, prevista para começar na madrugada desta segunda-feira (29/11).

Na próxima quarta-feira (1º/12) o Sindicato dos Rodoviários, a Prefeitura do Rio e os representantes das empresas de ônibus vão se reunir para nova rodada de negociações. Caso a liminar seja cassada e não haja acordo, os rodoviários devem convocar uma nova assembleia.

A categoria permanece em estado de greve. “Nós tivemos ontem, por força de uma decisão liminar, a suspensão da assembleia que definiria sobre uma possível paralisação devido a intransigência do setor patronal. Nossos trabalhadores estão há dois anos e meio sem nenhum reajuste no salário, na cesta básica. Nossa reinvindicação é mais do que justa. Houve uma decisão exagerada que cassou um direito garantido na Constituição”, afirmou o presidente do sindicato, Sebastião José.

O Rio Ônibus, o sindicato das empresas de ônibus, pediu na última sexta-feira (26/11) que os rodoviários não façam greve.

“Os consórcios pedem a compreensão dos rodoviários para que não façam greve. As empresas mantêm diálogos com Prefeitura e Judiciário na busca por soluções para o setor. Qualquer movimento de paralisação pode ameaçar diretamente os serviços de diferentes empresas no Rio”, afirmou o porta-voz do Rio ônibus, Paulo Valente.

Foto: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.