Justiça devolve R$ 8,5 milhões desviados de obras do BRT

A Justiça Federal do Rio determinou a devolução à Prefeitura do Rio de R$ 8,429 milhões desviados das obras do BRT Transbrasil e Transcarioca. A decisão é desta terça-feira (10/09). A verba liberada está incluída em um acordo de colaboração premiada firmado entre cinco delatores – Celso Reinaldo Ramos Júnior, Celso Reinaldo Ramos, Raphael Lima Roig, Alzamir de Freitas Araújo e Antônio Cid Campelo – e o Ministério Público Federal (MPF).

O MPF, estado e União concordaram com a devolução ao município. “No que diz respeito às obras do BRT Transbrasil e da Transcarioca, todos os entes envolvidos (…) concordam que o Município do Rio de Janeiro foi o principal ente lesado e que a devolução dos correspondentes valores é medida que se impõe”, escreve o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio e responsável pela Lava-Jato no estado.

A Prefeitura também tinha pedido a devolução de verba desviada das obras de recuperação do Complexo Lagunar da Bacia de Jacarepaguá. O pedido foi negado. Segundo o governo do estado, não houve investimento municipal.

Foto: Agência Brasil/Fernando Frazão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.