Prefeitura divulga ranking das piores linhas de ônibus

O Consórcio Santa Cruz foi o que recebeu maior número de reclamações dos usuários, no Ranking Negativo de Linhas, divulgado no domingo (02/02) pela Secretaria municipal de Transportes.  Os dados, referentes aos meses de outubro, novembro e dezembro de 2019, servem para conduzir as ações de fiscalização a respeito dos serviços oferecidos pelas empresas.

As três linhas com mais reclamações no quesito conduta foram: 006 (Silvestre – Castelo), 865 (Pau da Fome – Taquara) e 422 (Grajaú – Cosme Velho). No que se refere ao serviço as que receberam mais queixas foram: 834 (Largo do Correa – Campo Grande), 813 (Manguariba – Santa Cruz) e 301 (Rodoviária Barra da Tijuca). E no que tange à conservação dos veículos, tiveram mais críticas: 842 (Paciência – Campo Grande), 847 (Rio da Prata – Campo Grande) e 006 (Silvestre – Castelo).

As reclamações sobre conduta se referem a situações como a de motorista que não para no ponto, que dirige de forma desatenta, que usa o celular na direção, ou à falta de urbanidade do motorista. A má conservação engloba bancos rasgados, vidros quebrados, equipamentos inoperantes e mau estado da carroceria, entre outros pontos. O nível de serviço é uma medição de parâmetros como a escassez de ônibus e a retirada de linhas das ruas.

O secretário municipal de Transportes, Paulo Amendola, destaca a importância da participação da população no registro de denúncias de irregularidades no serviço, por meio do serviço 1746: “A população tem um papel muito importante no registro de queixas para direcionar o trabalho das nossas equipes. E o Ranking Negativo é um termômetro fundamental para que possamos realizar ações pontuais e coibir os problemas identificados pelos passageiros”.

Foto: Divulgação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.