Rodoviários poderão aderir a possível greve nacional no setor

O presidente do Sindicato dos Rodoviários do Rio, Sebastião José, disse que caso a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes Terrestres (CNTTT) convoque uma paralisação nacional, o sindicato irá aderir integralmente.

“Há muito tempo que a categoria vem cobrando uma melhor condição de trabalho. A chegada da Covid 19 só fez agravar a situação e expor motoristas e cobradores ao vírus, já que não existe nenhum tipo de controle ou fiscalização por parte do poder público. Em todos esses anos de sindicalismo, jamais presenciei uma situação tão delicada no setor”, disse.

O movimento liderado pela CNTTT é uma resposta a demissão de mais de 70 mil trabalhadores do setor. Em ofícios enviados ao Presidente da República e aos presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, a CNTT comunicou a situação crítica que vive o setor, e pediu urgência na adoção de medidas para solucionar os problemas do transporte público.

Aos presidentes da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL); e do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), a Confederação pede a derrubada do veto presidencial ao Projeto de Lei 3364/20, que propõe auxílio emergencial de R$ 4 bilhões para sistemas de transportes ou que encontrem uma alternativa.

A CNTTT reúne 13 confederações com base estadual e nacional, além de 300 sindicatos de trabalhadores em transportes que somam mais de 12 milhões de empregados.

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.