Sem acordo, rodoviários podem parar nesta 3ª feira

O Sindicato dos Rodoviários irá realizar, nesta segunda-feira (28/03), uma assembleia com todos os profissionais da categoria para decidir se haverá paralisação dos ônibus na cidade. Caso os trabalhadores decidam parar, a greve começará na madrugada de terça-feira (29/03). “Como já era esperado, os empresários não ofereceram nenhuma proposta para reajustar os salários e demais benefícios”, ressaltou o presidente do Sindicato Sebastião José.

Ele relata que não houve acordo durante a audiência realizada nesta tarde pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), para discutir o dissídio dos trabalhadores referente aos anos de 2020, 2021 e 2022. Na semana passada, o pedido de reajuste foi julgado improcedente pelos desembargadores do Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

Segundo Sebastião José, presidente do sindicato, a proposta inicial feita pelos empresários foi a de suspender a paralisação por setenta dias; mas o Ministério Público achou o prazo longo demais e sugeriu que a categoria aguardasse até a próxima segunda-feira (04/04). “Diante disso, iremos submeter o apelo feito pelo MPT aos trabalhadores durante a assembleia geral que faremos hoje às 20h, na sede social do sindicato, em Rocha Miranda. A greve já está decretada; mas quem decidirá o início da paralisação será a categoria. Os trabalhadores não irão mais aceitar qualquer tipo de promessa dos empresários de ônibus”, explicou.

Sebastião lembrou ainda que os trabalhadores estão há mais de três anos sem nenhum reajuste, seja de salário, tickets ou cesta básica; e durante todos esse tempo o sindicato enfrentou os empresários por melhorias, mas a intransigência e a falta de sensibilidade por parte deles falou mais alto e, com isso, quem acaba pagando a conta além dos motoristas são os usuários, que já convivem com a precariedade dos ônibus. Ele afirmou também que em todos esses anos como sindicalista jamais presenciou um quadro tão tenebroso no transporte público como agora.

Foto: Divulgação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.