Invasão da pista do BRT provoca quatro colisões em quatro dias

O motorista de um carro de passeio invadiu a pista exclusiva do BRT e acabou colidindo com um articulado, que estava fora de operação, sem passageiros, no fim da tarde desta segunda-feira (18/04). O acidente ocorreu próximo à estação Rede Sarah, sentido Alvorada, na Barra da Tijuca. Não houve feridos. Esse é o quarto acidente ocorrido em quatro dias.

Na tarde de sábado (16/04), dois acidentes foram provocados por infrações de motoristas de veículos particulares. O mais grave foi próximo à estação Taquara de deixou sete feridos. Após uma conversão proibida, uma Kombi de venda de alimentos colidiu com o BRT que fazia a linha 46 (Alvorada x Penha Expresso). O motorista do articulado e cinco pessoas da Kombi foram levadas para o Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca. Um passageiro do BRT recebeu atendimento no local e acabou sendo liberado.

O segundo acidente de sábado aconteceu em Jacarepaguá, também com um articulado da linha 46, após um carro de passeio avançar o sinal, próximo à estação Vila Sapê. Não houve vítimas.

Um veículo de passeio avançou o sinal na manhã de sexta-feira (15/05), em Vicente de Carvalho, e acabou provocando acidente com um articulado no corredor Transcarioca. Ninguém ficou ferido. A colisão ocorreu próximo à estação Marambaia, sentido Madureira. O BRT fazia a linha 42A (Madureira x Galeão Parador) e os passageiros foram embarcados em outro articulado para seguir viagem.

Só este ano foram registrados 59 acidentes em decorrência de avanço de sinal, conversão proibida e invasão da pista exclusiva. Em 2021, foram 178, causando um prejuízo de mais de R$ 120 mil com os reparos das avarias dos articulados. Em cada acidente desse tipo, um BRT pode levar em média quatro dias para voltar à operação.

Foto:  Divulgação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.