Rodoviários da Brasília aguardarão até outubro para decidir movimento

Trabalhadores do grupo Brasília decidiram, nesta quarta-feira (14/9), na sede do Sindicato dos Rodoviários de Niterói a Arraial do Cabo (Sintronac), no Centro de Niterói, aguardar até o quinto dia útil do próximo mês para marcar nova assembleia, caso a empresa não efetue o pagamento dos salários e benefícios, referentes ao mês de setembro. Os de agosto estão em dia. Também, por enquanto, não há notícias de demissões.

O sindicato confirmou que a Prefeitura de Niterói efetuou os repasses atrasados relativos à gratuidade dos estudantes do município, o que deverá permitir às companhias honrar suas dívidas com credores e trabalhadores, inclusive aquelas que não estão depositando o FGTS e o INSS dos funcionários.

“Mas a prioridade deverá ser os trabalhadores, que são a parte mais frágil de todo esse negócio. Há funcionários que ganham pouco mais que R$ 1 mil e mal conseguem sustentar suas famílias. Seria extremamente injusto que eles fiquem para trás”, afirma Rubens dos Santos Oliveira, presidente do Sintronac.

Há grande expectativa, entre os trabalhadores, pela elaboração do estudo de equilíbrio econômico das empresas de ônibus, anunciado em julho pela Prefeitura de Niterói, que deverá estabelecer uma tarifa técnica, parcialmente subsidiada pela municipalidade.

“Essa tarifa poderá tirar as empresas do caos econômico em que estão e, assim, salvar os empregos de milhares de rodoviários. Só durante a pandemia, em nossa base, foram mais de 3 mil postos de trabalho fechados. Além disso, a população poderá ser beneficiada por uma passagem mais barata”, avalia Rubens.

Foto: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.