Lei quer barrar bônus a servidor que aplica multas de trânsito

A Câmara do Rio aprovou na tarde desta terça-feira (23/11) em segunda discussão, projeto de lei de autoria da vereadora Vera Lins (Progressista), que proíbe a concessão de bônus a servidores em razão da aplicação de penalidades a motoristas ou condutores de veículos. O prefeito Eduardo Paes tem o prazo de 15 dias para sancionar ou não a lei.

De acordo com a parlamentar, a decisão da prefeitura em incentivar através do pagamento de bônus os servidores que aumentarem a arrecadação das multas de trânsito, é considerada uma grande falta de sensibilidade e um despropósito do Poder Executivo. 

“Essa atitude é completamente insensível, já que a crise econômica que se abateu com a chegada da Covid 19, não só no Rio de Janeiro, mas como em todo o país, reduziu o poder financeiro de todos. Nossa finalidade é a de normatizar uma prática que começa a ser estimulada na cidade”, explicou Vera Lins.

Para a vereadora, é inaceitável que a prefeitura dê gratificações para aplicação de multas. “Parece que a Prefeitura está querendo arrecadar cada vez mais sem se importar como isso vai afetar a vida dos cidadãos, que nessa crise utilizam seus veículos para levar para casa o sustento de suas famílias. Não podemos crer na possibilidade da existência ou criação de um caixa 2”, disse.

Foto: Reprodução redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.