Cinco regiões são classificadas como ‘baixo’ risco para Covid

A Secretaria Estadual de Saúde divulgou, nesta terça-feira (04/08), uma nota técnica em que atualiza para “baixo risco” para coronavírus as regiões Metropolitanas I e II, Médio Paraíba, Centro-Sul e Norte.

Desde o início da pandemia, são 13.855 mortes e 172.679 casos de Covid-19 em território fluminense. Ao todo, 153.966 pessoas se recuperaram da doença.

As recomendações para as regiões em baixo risco são: suspensão de atividades escolares presenciais; proibição de aglomeração; adoção de distanciamento social no trabalho; avaliar suspensão de atividades econômicas não essenciais; avaliar horários diferenciados de setores econômicos para reduzir aglomeração nos transportes públicos.

Mudanças no mapa

Em comparação com a última atualização do mapa, a nova classificação aponta melhora nas regiões do Médio Paraíba, Centro-Sul e Norte do estado, que avançaram da bandeira laranja, indicativo de risco moderado, para a amarela.

Na direção contrária, aparecem as regiões da Baixada Litorânea e Noroeste Fluminense, que atualmente apresentam risco moderado de contágio.

As regiões da Baía de Ilha Grande e Serrana se mantiveram na bandeira laranja. O nível de risco para o Estado, como um todo, também é baixo, indicado pela bandeira amarela.

A nota técnica serve como recomendação para as autoridades municipais tomarem medidas, como decretos de isolamento social e outras regras de restrição, por exemplo. A atualização, diz a secretaria extraordinária de Covid, ocorre devido à “notável redução do número de casos e óbitos” nesses locais.

“Quando uma região reduz seu risco para coronavírus numa quinzena, não quer dizer que não possa revisto. A pandemia é uma análise viva e não é possível lidar com todos os 92 municípios de forma única. Considerando a heterogeneidade da curva epidêmica, faz-se necessária uma análise regional para subsidiar a tomada de decisão na esfera local”, disse a secretária extraordinária de Covid, Flávia Barbosa.

Foto: divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.